top of page

Potencial Terapêutico da Cannabis Medicinal no Brasil

A regulamentação iminente da cannabis medicinal traz à tona a necessidade de controle de qualidade da matéria-prima. Além dos testes de contaminantes e potência, o perfil de terpenos em diferentes variedades de cannabis tem despertado interesse, tanto no campo farmacêutico quanto forense. Um estudo recente trouxe à luz um método não destrutivo e simples para identificar os terpenos da cannabis.



O estudo detectou trinta compostos terpenos, dos quais nove estavam presentes em todas as amostras. Uma análise de componentes principais revelou que as amostras de cânhamo apresentavam dois perfis distintos, enquanto as amostras de cannabis exibiam perfis mais variados. E qual a diferença entre o cânhamo (hemp) e a cannabis (marijuana)?


  • O cânhamo é cultivado principalmente para fins industriais. Suas fibras são usadas na produção de tecidos, cordas, papel, produtos de construção e muito mais. Suas sementes são ricas em nutrientes e podem ser usadas para alimentos, óleo de cânhamo e outros produtos. O cânhamo é, portanto, valorizado por suas propriedades industriais e alimentares.

  • A marijuana é cultivada principalmente para uso recreativo e medicinal devido aos efeitos psicoativos do THC (tetraidrocanabinol). A cannabis é consumida de várias formas, incluindo fumo, vaporização, comestíveis e extratos, com o objetivo de induzir efeitos psicoativos, alívio da dor ou tratamento de várias condições médicas.


Não é segredo que o uso da Cannabis tem raízes na história, com registros de uso na China há 2000 anos e entre os assírios há 3000 anos. A primeira farmacopeia brasileira de 1929 já descrevia a Cannabis sativa e a indica, bem como os principais compostos da planta, os canabinoides (THC e CBD), e mais de 100 substâncias voláteis que contribuem para seu aroma e efeitos farmacológicos. E esse estudo, que examinou doze amostras de variedades como Cinderella, Caetano Veloso, Harle-Tsu, Amnesia Haze, 24K Gold, Og Kush, Tolomelli e Cannatonic Cannabis, cultivadas em ambientes internos e externos por meio de clonagem, abre uma nova perspectiva para a pesquisa de variedades de Cannabis no Brasil. Até então, a falta de amostras com origem reconhecida limitava a pesquisa no país.


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) já autoriza a importação de extratos de Cannabis para fins médicos no Brasil desde 2015. Com novos estudos e o acesso a variedades de origem confiável, o cruzamento seletivo de variedades ricas em terpenoides e canabinoides para tratar distúrbios como depressão, ansiedade, dependência de drogas e distúrbios dermatológicos promete revolucionar a medicina no país. Este é um passo significativo em direção à compreensão e exploração do potencial terapêutico da cannabis medicinal no Brasil.


Os terpenos oferecem diversos benefícios, especialmente quando se trata de sua presença na Cannabis, dentre eles a

  • Propriedades Terapêuticas: Diferentes terpenos têm sido associados a propriedades terapêuticas específicas. Por exemplo, o mirceno pode ter propriedades sedativas e relaxantes, enquanto o limoneno pode ter propriedades estimulantes e antidepressivas. Isso abre a possibilidade de escolher variedades de Cannabis com base nos terpenos para abordar condições de saúde específicas.

  • Alívio de Estresse e Ansiedade: Alguns terpenos, como o linalol, demonstraram ter propriedades ansiolíticas, o que significa que podem ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade.

  • Anti-inflamatório e Analgésico: Alguns terpenos têm propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, o que pode ser benéfico para o alívio da dor e o tratamento de condições inflamatórias.

  • Antioxidante: Alguns terpenos exibem atividade antioxidante, o que pode ser benéfico na proteção das células contra danos causados pelos radicais livres.

  • Melhora da Memória e Aprendizado: Terpenos como o pineno podem melhorar a capacidade de concentração, memória e aprendizado.

  • Alívio de Náuseas e Vômitos: Alguns terpenos, como o mirceno e o limoneno, podem ajudar a aliviar náuseas e vômitos, o que é particularmente útil em tratamentos médicos, como quimioterapia.

Os efeitos dos terpenos podem variar de acordo com sua concentração e com a interação com outros compostos presentes na Cannabis. A escolha de uma variedade de Cannabis com base em seu perfil de terpenos pode ser uma abordagem promissora para atingir objetivos terapêuticos específicos.



Qualitative terpene profiling of Cannabis varieties cultivated for medical purposes
.pdf
Fazer download de PDF • 1.40MB

Comments


bottom of page